quarta-feira, novembro 15, 2006

Sodoma e Roma, qual a diferença?


Sempre foi assim...
A juventude doente por causa de velhos doentes...
Doença da alma, do ranço de dias que nem lembramos mais.
É social, é tão normal, você não é normal?
Que droga penso eu...
A normalidade social dos falsos moralistas
Perdeu a graça, nunca teve razão
Critica aqui, faz igual ali...
É tão lícita quanto nossa corrupção.
Criminosos com ternos de executivos...
Compraram seu lugar no céu pagando à vista.
Afinal qual a diferença?
Sodoma e Roma, qual a diferença afinal?

A ética e a justiça, o tapete escondendo o lamaçal
O grande e amargo sorriso do ser normal

E o clero condena à fogueira todos os pecadores
Às chamas com as Bruxas que eles ajudaram a criar
Deus todo poderoso quer ver as chamas chegarem aos céus
De todas as ovelhas que perderam-se do rebanho ao fraquejar
E em casa todas as famílias salvas assistem aos canais de televisão
Passarem propagandas de Sodoma e Roma, da lama da Cevada à Política...
O Lamaçal travestido em cores, falsas promessas e sorrisos amarelos
O ciclo da normalidade, do câncer social, e do circo sem risos...

2 comentários:

sempre cagando disse...

=*

Thiago Palassi Quintela disse...

Porque o ser humano, mesmo com o passar de milênios, sempre será o mesmo.